domingo, 23 de dezembro de 2018

PASEC PELO 4º ANO CONSECUTIVO PROJETO INSPIRADOR DA UNIÃO EUROPEIA


DSC 0095

A PASEC é a única organização portuguesa considerada quatro vezes consecutivas projeto inspirador da União Europeia através do Programa Erasmus +. O galardão foi atribuído em Cascais, no passado dia 15 de novembro, na Casa das Histórias Paula Rego na presença dos Secretários de Estado do Desporto e Juventude e do Ensino Superior. A atribuição dos galardões em cascais prende-se com o facto de Cascais ser Capital Europeia da Juventude em 2018.

Inicialmente foi passado um vídeo da ação da PASEC no domínio da Pedagogia Participativa Simbólica, modelo de ação e formação da PASEC premiado, também denominado como Simbologia Grupal. Depois das intervenções das principais autoridades presentes, seguiu-se então a atribuição dos prémios. À PASEC coube ao Diretor da Agência Erasmus + Juventude em Ação, Luís Alves, a entrega da distinção.

Em concreto o prémio deste ano premeia a Simbologia Grupal aplicada no método de ensino tradicional através do projeto Method. O Method pretende a partir dos atuais modelos de inclusão inteligente propor um novo modelo de formação assente na Educação Não Formal, na Pedagogia Participativa e na Educação de Pares (também denominada Tutoria de Pares) que permita dar resposta direta a jovens NEET ou jovens vitimas de sucessiva retenções, possibilitando a estes a conclusão do seu percurso académico ou o acesso a uma habilitação própria, seja o nível profissional ou vocacional.

Por outro lado, o modelo proposto é orientado para o processo pedagógico, permitindo a sua aplicação no imediato, sem que sejam necessárias alterações de caráter administrativo, formal ou legislativo no seio das escolas ou legislação existente. O projeto pretende demonstrar que é possível, partindo de uma equipa multidisciplinar onde os técnicos de juventude desempenham um papel central, articular numa mesma oferta educativa um programa curricular que baseia a sua prática num modelo pedagógico assente nas sinergias entre a Educação Formal e Educação Não Formal, com a Pedagogia Participativa e Educação de Pares como pano de fundo, complementada por atividades de mobilidade, projetos de associativismo juvenil e voluntariado e em constante interação com o meio e com a comunidade. 

CENTENAS CELEBRAM A EDUCAÇÃO INTERCULTURAL ATRAVÉS DA HISTÓRIA DO PRINCIPEZINHO

Participantes da FJI 2018
Foram mais de trezentas as crianças e jovens que deram corpo, mais uma vez, à Feira de Jogos Intercultural organizada pela PASEC. Realizada em Santiago de Antas, em Famalicão, o evento deste ano teve como tema “As histórias que nos conta a História do Principezinho”. A experiência passou por recordar momentos chave da história do Principezinho, os vários planetas por onde transitou e as principais mensagens da sua história através de jogos gigantes.

Realizado em parceria o Instituto Português do Desporto e Juventude, com o Município de Famalicão, com os principais Agrupamentos de Escolas da região, com os Missionários Combonianos e dezenas de outras organizações, a Feira de Jogos Intercultural teve um caráter internacional com extensões em Itália e Cabo Verde. Durante a abertura da Feira, a Presidente da PASEC, Sara Gomes, salientou a mensagem do Principezinho que também serviu de fundo ao evento deste ano: “o essencial é invisível aos olhos e a Feira de Jogos Intercultural revela isso mesmo, aquilo que une, o essencial que muitas vezes fazemos questão de esquecer...”

Numa fase em que a PASEC comemora os 16 anos, o evento serviu também para recordar alguns dos melhores momentos da organização. Numa fase inicial tiveram lugar vários momentos artísticos. Atuou a Companhia de Teatro da PASEC, os ADN, turma 3, e ainda a Companhia de Percussão da PASEC “2.90”. 

Ainda durante a abertura, a Vereadora da Juventude do Município de Famalicão, Dra. Sofia Fernandes, lembrou a PASEC como ator social de alcance nacional e internacional que centra a sua ação na capacitação dos jovens, nomeadamente os em maior risco, recordando o apoio do Município de Famalicão às iniciativas da PASEC. Por sua vez, o Dr. Vítor Dias, Diretor do Instituto Português do Desporto e Juventude, deu os parabéns à PASEC pelos seus 16 anos e recordou a PASEC como uma escola de valores que dá resposta a milhares jovens e adultos.

Entretanto, seguiram-se os jogos propriamente ditos. A Feira contou com 8 postos e dezenas de equipas em competição. Os jogos foram concebidos pelos próprios participantes nas semanas que antecederam o evento, tendo para o efeito levado a cabo um processo de investigação-ação que envolveu mais de 450 crianças e jovens a partir da história do Principezinho..

PASEC ORGANIZOU A SUA SEGUNDA GALA DE ANIVERSÁRIO


Momento de celebração do 16 aniversário PASEC
A PASEC organizou a sua segunda Gala de e adultos que integram a organização, o Aniversário, desta vez para assinalar o seu 16º aniversário. Com lugar no Hotel Rural da Azenha em Bairro, perante mais de 250 jovens pano de fundo foi a temática “O essencial é invisível aos olhos…”, partindo da história do Principezinho.

A noite abriu com o espetáculo de Expressão Corporal e Dança “Histórias do Essencial jamais revelado…” da Companhia de Expressão Corporal e Dança da PASEC “Arena”. O momento contou histórias de superação de alguns dos jovens da PASEC.

Entretanto os grupos de jovens mais antigos da PASEC, que constituem a Rede Internacional de Grupos Juvenis PASEC In Group, deram o seu testemunho que retratou um pouco da história recente da PASEC. A jovem Angélia Oliveira fez saber :“Muitas vezes andamos perdidos, meio desorientados no meio de tantos caminhos, sem grande certeza por onde devemos ir. Mais do que a escolher caminhos a PASEC ensinou-me a pensar cada um deles e forma como podem mudar ou impactar a minha vida…”

Francisca Mendes, outra das jovens coordenadoras de grupos PASEC acrescentou: “Fiz milhares de quilómetros com os meus companheiros de caminho, vivi aventuras que nunca esquecerei… mas no final do dia o que conta é o ombro amigo que ficou para a vida, o novo sonho que surge depois do outro que acabamos de realizar.”

Ainda neste capítulo, Susana Paiva, ex-Presidente da PASEC, enfatizou: “Mais do que ter encontrado o que me faz feliz estou grata por ter ajudado outros a serem felizes. Já não consigo contar o número de pessoas com que me cruzei e o número de jovens que ajudei a formar, mas nunca me esqueço que ainda está tudo por fazer… e essa parte que ainda está por fazer traz-me ainda mais felicidade porque significa que ainda há mais caminho pela frente.” 

Foram dezenas os autarcas presentes, os líderes e dirigentes das mais variadas organizações num evento que contou ainda com a atuação da Companhia de Música da ca PASEC, os ADV. Durante a noite foram ainda mostrados vários filmes das principais atividades do ano e estreou o documentário “O que é a PASEC?”.

A noite encerrou com a entrega dos Prémios Multiplicadores 2018, que destacam figuras de relevo a nível nacional que se destacaram pelo seu protagonismo na dinamização de processos de inclusão e capacitação juvenil ao nível da Animação Sociocultural e Políticas de Juventude. Os vencedores deste ano foram os Animadores Fábio Faria, Pedro Morais e Sofia Ferreira, as Educadoras Sociais Patrícia Ribeiro e Sara Monteiro e a Criminóloga Tânia Oliveira.

“HÁ DIAS EM QUE TUDO MUDA…” - CONCLUSÃO DO GEO2018 – CAMPO DE FORMAÇÃO INTERNACIONAL

geo18


“Há dias em que tudo muda…” . Esta foi uma das principais conclusões do Geo 2018 por parte dos mais de 100 jovens líderes que participaram na edição deste ano. Esta ideia surge na sequência da reflexão de que há oportunidades que alteram por completo o panorama de vida de cada um e cabe a cada individuo, nomeadamente os jovens, saber ler os sinais. Os participantes salientaram que estas oportunidades nos surgem nos projetos que abraçamos, nas ações de capacitação e voluntariado em que nos envolvemos e no desejo que não ter medo de arriscar, embora de forma consciente.

O mês de agosto foi intenso com nova edição do Geo 2018 que envolveu mais de 110 jovens entre os 14 e os 30 anos em Campos de Formação e Aventura Internacionais. Da Serra da Estrela à Calheta, nos Açores, na Ilha de São Jorge, estiveram participantes de Portugal, Alemanha e Luxemburgo, em ações de capacitação não formal apoiadas, pelo Programa Erasmus +, nomeadamente o Projeto SER.

A cada grupo de trabalho foi atribuído um Animador que teve a designação de Mestre, sendo que cada um dos participantes teve a designação de Aprendiz. Cada participante desenhou o seu próprio caderno de encargos com iniciativas concretas que vai levar a cargo logo após os projetos de mobilidade assentes nos objetivos das ações de formação desencadeadas. 

Entre outros, os objetivos trabalhados tiveram como base o desenvolvimento de novas metodologias de educação não formal no de combate aos comportamentos aditivos com a tecnologia. Pretendia-se, capacitar os jovens participantes a desenvolver ferramentas de autoanalise e pensamento crítico que lhes permitissem readquirir competências ao nível do envolvimento social e capacitação para socialização e intervenção nas suas comunidades de pertença. Por outro lado, foi possível capacitar trabalhadores de juventude para lidar com esta problemática através de novos modelos pedagógicos, ao mesmo tempo que desenvolviam um trabalho de integração acompanhado e planeado junto de jovens com necessidades especiais ou vítimas de exclusão.

"TODOS SOMOS UMA CAIXA DE PODERES PARA MUDAR O MUNDO…” - CONCLUSÃO DA CONFERÊNCIA E LABORATÓRIO DE EXPRESSÕES EUROPEU REALIZADA PELA PASEC IN GROUP

Momento da atuação 2



Teve lugar no passado dia 27 de julho, organizada pela PASEC, pelas 17 horas, o Laboratório de Expressões/Conferência Europeia de Diálogo Estruturado "Protagonismo Juvenil - Uma caixa de Poderes para mudar o mundo...", no Salão Nobre e Casa de Espetáculos do Centro Pastoral de Santiago de Antas.

Tendo como pano de fundo o espetáculo “Baú dos Poderes”, estiveram em evidência na sessão o Diretor do Instituto Português do Desporto e Juventude, Dr. Vítor Dias e o Diretor do Programa Erasmus + Da União Europeia, Dr. Luís Alves. Estiveram ainda a Vereadora da Juventude do Município de Famalicão, Dra. Sofia Fernandes e vários decisores políticos dos mais variados quadrantes. Vítor Dias referiu que existem muitas organizações e estruturas que fazem trabalhos para jovens, mas que são poucas as que envolvem realmente os jovens, exultando a PASEC como uma delas. Luís Alves, da sua parte, referiu a importância do Programa Erasmus + no apoio a estas iniciativas e lembrou o projeto PASEC In Group como uma boa prática europeia que agora caminha pelos seus próprios pés. Entretanto, em tom emocionado, Sofia Fernandes salientou que “Todos somos uma caixa de poderes para mudar o mundo…”, e que é a responsabilidade maior de cada decisor político dar forma essa máxima, reiterando o tema da iniciativa e agradeceu à PASEC o trabalho de proximidade que tem feito e que tem inspirando milhares de jovens. Por fim a Presidente da PASEC, Sara Gomes, salientou que o protagonismo juvenil para a PASEC é mais que uma ideia, é uma forma de estar.

Entretanto seguiu-se a apresentação da peça “Baú dos Poderes” que envolveu 113 jovens e contou com a participação da Companhias Artísticas da PASEC: ADN (Teatro), Arena (Expressão Corporal) e ADV (Música). A peça retratou um Baú perdido que dava a cada um a capacidade de tornar real os poderes escondidos, desde que esses pudessem mudar o mundo para melhor.

O espetáculo foi apresentado às 17h e as 21h. As 17h foram mais de 200 os jovens envolvidos, e há noite, numa iniciativa aberta à comunidade, foram mais de 350 as pessoas que assistiram à peça. Todo o dinheiro recolhido destinado ao apoio das ações sociais do Centro Pastoral de Antas. Esta iniciativa esteve incluída na ação da PASEC In Group e contou com o apoio do Centro Pastoral da Paróquia de Antas, Município de Famalicão, IPDJ e Programa Erasmus + da União Europeia.

271 JOVENS ENVOLVIDOS NOS TEMPOS DE AVENTURA 2018





Foram 271 os jovens que integraram os Tempos de Aventura 2018 (TA2018). Divididos em 5 polos, distribuídos pelas Lameiras e Casa das Ideias (em Antas), Cal e Bétulas (em Calendário), e ainda na Escola de Meães (em Esmeriz), foram 4 as semanas em que jovens de todo o concelho de Famalicão, de todas proveniências, etnias e culturas experimentaram a “Escola do Saber Ser” (tema dos TA2018). 

Numa parceria alargada entre o Programa Erasmus +, através do projeto Method, do Município de Famalicão, através do Programa Acompanhar, da PASEC, na coordenação pedagógica das atividades, e ainda através dos parceiros envolvidos no Projeto Eurobairro, o programa de férias TA2018 consistiu na implementação de Aceleradores de Capacitação com base em atividades de educação não formal que visavam promover as competências sociais do “saber ser”, “saber fazer”, “saber estar” e “saber aprender”. 

Tendo como pano de fundo a Pedagogia Participativa e Colaborativa, as atividades incluíram intercâmbios internacionais com os parceiros do Projeto Method, nomeadamente com jovens da Cooperativa TOTEM de Itália. Tiveram ainda uma grande componente de Educação Ambiental aproveitando o potencial do Parque da Devesa em Famalicão. Fizeram ainda parte do programa visita a inúmeros museus e a promoção de projetos de investigação-ação dobre que escola deveríamos ter e as várias formas que esta deveria assumir. Esta atividade em concreto terminou com um debate com o Vereador da Educação do Município de Famalicão, Dr. Leonel Rocha. 

Por semana estiveram envolvidos 123 crianças e jovens, num total de 271 jovens diferentes com idades compreendidas entre os 6 e os 21 anos. Foram mais de 700 horas de atividades de educação não formal, 14 animadores envolvidos e 29 tutores de pares, jovens líderes da sua comunidade que serviram de facilitadores das várias dinâmicas de interação ao longo dos 20 dias de atividades. As atividades terminam com um Campo de Capacitação, onde todos os envolvidos, ao longo de quatro dias partilham os saberes acumulados através do seu desenho de projeto de vida pessoal.

domingo, 18 de fevereiro de 2018

PASEC DEFENDE A IMPORTÂNCIA DO CONCEITO DE PROTAGONISMO JUVENIL

Momento de partilha com o público da mensagem relativa ao Protagonismo Juvenil 2

A PASEC, no passado dia 17 fevereiro perante centenas de pessoas em evento público de intervenção cultural por parte das suas Companhias de Dança e Teatro da PASEC, fez questão de reforçar a mensagem da importância do conceito de Protagonismo Juvenil.

No âmbito do Projeto Be a Pro, apoiado pelo Programa Erasmus + da União Europeia, o Secretário Geral da PASEC, Abraão Costa, utilizou o evento como forma de dar a conhecer aquele que é um dos desígnios da organização. Defendeu que no dias que correm, mais importante que promover a participação, é fundamental dar aos jovens instrumentos que os responsabilizem pelas suas ações e, ao mesmo tempo, lhes permitam se realizarem e fazerem a diferença nas suas comunidades e no mundo global.

Na base desta reflexão esteve o projeto Be a Pro que visou refletir, aprofundar e partilhar experiências relacionadas com as dinâmicas de Protagonismo Juvenil a partir do slogan “Jovens que participam e decidem”. O projeto permitiu dar corpo a um conjunto de instrumentos que ajudarão a dar forma a uma reflexão mais alargada sobre o conceito de protagonismo juvenil em Portugal. Com o Be a Pro foi possível:

- Elaborar e apresentar em diálogo estruturados com os decisores políticos um “Plano Estratégico para a Promoção do Protagonismo Juvenil em Portugal”, com cinco áreas temáticas concretas: Educação, Política, Ambiente, Cultura e Problemáticas Sociais.

- Refletir e elaborar a “Carta Magna do Protagonista Juvenil”, com os direitos, deveres, áreas de atuação e campos de oportunidade do Protagonista Juvenil com o contributo dos decisores políticos, dando um primeiro passo no sentido de criar um Estatuto do Protagonista Juvenil e Organizações Promotoras do Protagonismo Juvenil enquanto instrumento político e social, tendo por base o modelo da Escada da Participação Juvenil

- Dar aos jovens em situação desfavorável, e ainda assim, líderes de comunidades juvenis, a oportunidade de, com base nas suas vivências, desenvolverem as suas competências de gestão de dinâmicas e processos de promoção do Protagonismo Juvenil.

- Trazer para o debate em torno das Políticas de Juventude a participação dos jovens nos partidos políticos e sistema político e a importância da promoção do Protagonismo Juvenil enquanto prioridade em Portugal e na Europa como modelo potenciador de um Desenvolvimento Sustentável a longo prazo.

De salientar que o projeto Be a Pro foi considerado pela União Europeia, através do Programa Erasmus +, projeto inspirador da União Europeia 2016.

”SOMOS RESPONSÁVEIS POR AQUILO QUE CONSEGUIMOS CATIVAR” – UMA DAS PRINCIPAIS CONCLUSÕES DA ASSEMBLEIA INTERNACIONAL JUVENIL 2017 ORGANIZADA PELA PASEC


1514905201e1434f3cca65755d5cc0074805c0bd22
A PASEC organizou pela oitava vez a Assembleia Internacional Juvenil, desta vez na versão 2017. Tendo como tema de partida “SER – Submundos e Realidades”, este encontro internacional de jovens fez sobressair duas ideias importantes: que nós, agentes sociais e comunitários “somos responsáveis por aquilo que conseguimos cativar”; e que o projeto de vida de cada um deve assentar num compromisso coletivo que possibilite a cada um, nomeadamente os jovens, possam atingir todo o seu potencial.

A última etapa de trabalho teve lugar entre as cidades de Bragança e Guimarães e contou com a participação de 35 delegados jovens eleitos. A Assembleia Internacional Juvenil 2017 teve por base o projeto europeu SER, apoiado pelo Programa Erasmus + da União Europeia e teve como principais parceiros organizações da Alemanha e Luxemburgo. Este trabalho foi complementado com ações em Itália e Turquia.

A AIJ 2017 através do projeto SER conheceu várias etapas. Uma das suas principais ações passou pela promoção do uso das novas tecnologias de comunicação e informação como forma de capacitação e inclusão de jovens com comportamentos compulsivos, envolvendo estes como mediadores de um processo de aprendizagem junto de jovens com necessidades especiais ou vítimas de exclusão, ao mesmo tempo que embarcavam num processo de reflexão sobre os seus comportamentos e como os mediar. Outros dos objetivos centrais da AIJ 2017 – Projeto SER foram o desenvolvimento de novas metodologias de educação não formal no que toca ao combate a comportamentos aditivos com a tecnologia, capacitar os jovens participantes deste projeto a desenvolver ferramentas de autoanálise e pensamento crítico que lhes permitissem progredir ao nível das suas competências de envolvimento social e capacitar trabalhadores de juventude no seu trabalho com jovens em risco de exclusão.

PASEC HÁ DEZ ANOS EM ITÁLIA

Comitiva portuguesa e italiana no municipio de Cunardo

Teve lugar entre 7 e 11 de Dezembro a segunda etapa da Assembleia Internacional Juvenil 2017, desta vez em Varese e Como, Itália. Tendo por base o tema do “Protagonismo Juvenil e os Submundos que o futuro guarda…”, esta foi mais uma fase daquela que é um das grandes atividades organizadas pela PASEC à escala internacional. Ao mesmo tempo, o evento serviu para comemorar os dez anos da PASEC em Itália, onde de forma consolidada, tem atuado na zona da Lombardia, sobretudo a partir da parceria com a Cooperativa Social TOTEM.

No dia 7 as comitivas portuguesa e italiana foram recebidos no Município de Cunardo. Seguiu-se a este momento de diálogo estruturado com os decisores políticos da região uma conferência com os responsáveis da Fundação Obama em Itália e da Escola Política de Bruxelas.

No dia 8 os trabalhos tiveram lugar em Como. Foi também a altura para conhecer a realidade natalícia da região e perceber um pouco melhor a realidade do protagonismo juvenil em Itália.

No dia 9 teve lugar uma das principais iniciativas da Assembleia Internacional Juvenil deste ano, o evento TAC Talent. Este certame constou de uma apresentação artística das principais realidades dos jovens italianos e portugueses. O evento envolveu mais de 200 pessoas.

Nos dias 10 e 11 tiveram lugar os contactos bilaterais entre os vários parceiros organizadores da Assembleia Internacional Juvenil 2017 com momentos de debate, formação e visita às instituições locais.

Por fim foram comemorados os 10 anos da PASEC em Itália e lançado o programa final da AIJ em Portugal que terá lugar em Bragança, entre os dias 26 de dezembro de 2017 e 7 de janeiro de 2018. O tema principal será “SER – Submundos e Realidades”.

AIJ 2017 ORGANIZADO PELA PASEC DISCUTE “SUBMUNDOS E REALIDADES”

Participantes da AIJ Turquia em Kastamonu2

A PASEC apresentou a Assembleia Internacional Juvenil 2017 no passado dia 2 de dezembro na Casa das Ideias perante as mais de três dezenas de jovens delegados eleitos. Tendo como tema de fundo “SER – Submundos e Realidades”, a AIJ 2017, organizada pela PASEC com o suporte do programa Erasmus + da União Europeia e Clube UNESCO de Famalicão, o evento deste ano tem várias etapas. A primeira etapa teve lugar na Turquia, em Kastamonu, tendo por base o Empreendedorismo Ecológico e os desafios dos jovens para séc. XXI com base nas alterações climáticas. A segunda etapa será em Itália, Varese e a terceira será em Portugal, Bragança.

No seu processo preparatório foram mais de 1300 os jovens envolvidos nas reflexões de preparação, distribuídos por mais de 120 grupos juvenis de capacitação de Portugal, Alemanha, Luxemburgo, Turquia e Itália. Só em Portugal forma mais de 620 que levaram à eleição de mais de trinta delegados.

Por sua vez, na base da Assembleia Internacional Juvenil 2017, está o projeto europeu SER. Este projeto é uma resposta para dois tipos de grupos diferentes. Um grupo de jovens em exclusão, ou com necessidades especiais, que sofrem de um claro problema de Iliteracia Digital, e um outro grupo de jovens que desenvolveram uma clara dependência da internet e das novas tecnologias. Neste contexto, o projeto SER pretende estudar e fomentar o uso das novas tecnologias de comunicação e informação como parte da solução.

Outros dos objetivos passam pelo desenvolvimento de novas metodologias de educação não formal no que toca ao combate a comportamentos aditivos com a tecnologia e capacitar os jovens participantes do projeto a desenvolver ferramentas de autoanálise e pensamento crítico que os permitam readquirir competência ao nível do envolvimento social e capacitação para socialização e intervenção nas suas comunidades de pertença.