domingo, 15 de fevereiro de 2009

PASEC apresenta Projecto “Nova Formula 2”




A PASEC em parceria com a Câmara Municipal de Famalicão, Agência Nacional para a Gestão do Programa Juventude e instituições parceiras realizou na passada Sexta-feira, dia 13 de Fevereiro, a Sessão de Apresentação dos resultados do “Projecto Nova Formula” e lançamento do “Projecto Nova Formula 2” na Casa Municipal da Juventude, em Brufe, Famalicão pelas 15 horas.
Estiveram presentes na sessão o Sr. Director da Agência Nacional do Programa Juventude, Dr. Pompeu Martins, o Director Regional do Instituto Português da Juventude, Dr. Vítor Dias e o Sr. Vereador para a Juventude da CM VN Famalicão, Dr. Jorge Paulo Oliveira.
Durante a Sessão foi ainda apresentado o Documentário “Protagonismos”, película de 30 minutos que retrata todo o caminho levado a cabo pelos jovens envolvidos no projecto Nova Formula 1.
Na sessão foram apresentados os resultados do Projecto «Nova Fórmula», que assentaram sobretudo na criação da 1ª Rede Nacional de Grupos Informais, estrutura que privilegiou os grupos operantes em bairros sociais e zonas rurais desfavorecidas.
Com base no tema «Experiências Interculturais», tendo como parceiros internacionais organizações da Itália e Espanha, o NF1 teve como objectivos promover o protagonismo juvenil numa perpsectiva intercultural potenciando os grupos em situação de risco com quem operamos através de uma metodologia própria da Pedagogia Participativa.
Foram realizados Worshop’s, Fóruns, Semanas de Formação, lançada a obra “Animação SocioCultural e Protagonismo Juvenil”, começados mais de 10 novos grupos, atingindo mais de 300 crianças e jovens e mais de 100 animadores directos e 2000 indirectos (através do livro “Animação SocioCultural e Protagonismo Juvenil”).
Na apresentação do projecto Nova Formula 2 foi referido que este assentará na criação da Rede Europeia de Grupos Informais (com Itália, Espanha e Polónia). Partindo dos mesmos pergaminhos do Nova Formula 1, a principal iniciativa do projecto passará pela criação dos Democracy Action Labs (Laboratórios de práticas pedagógicas voltadas para a Educação para a Cidadania) que atingirão mais de 1000 jovens e mais de 400 crianças.
Durante a sessão o Dr, Vitor Dias, Director do IPJ, referiu o trabalho pioneiro e empreendedor da PASEC, não só pelo trabalho feito em contexto europeu, mas sobretudo pelo testemunho de criatividade que vem demonstrando na sua acção. Por seu lado do Dr. Pompeu Martins reforçou a importância destes projectos e relembrou que a PASEC havia sido considerada o exemplo de boas práticas neste tipo de iniciativas pela Agência Nacional do Programa Juventude em Acção no ano de 2008. O Vereador para a Juventude do Município de Famalicão, Dr. Jorge Paulo Oliveira, referiu a coragem assumida pela PASEC neste tipo de desafios e, sobretudo, a responsabilidade demonstrada ao prestar contas perante a comunidade e comunicação social pelos resultados obtidos.
A sessão terminou com o lançamento europeu do documentário “Protagonismos”, seguir-se-á Itália. Estiveram presentes na sessão 8 grupos informais da PASEC.

PASEC na Feira do Associativismo Juvenil do Norte de Portugal e Galiza




A PASEC esteve presente nos dias 7 e 8 de Fevereiro em mais uma edição Feira do Associativismo Juvenil do Norte de Portugal e Galiza. Realizada este ano em Santiago de Compostela, a PASEC fez-se representar pelos animadores Abraão Costa, Elisabete Faria, Joana e Alberto do Grupo SER e Nova Fénix.
Foi mais uma excelente oportunidade para dar a conhecer a PASEC, mas sobretudo para desenvolver contactos para novos projectos.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Encontro Nacional de Formação “Animação SocioCultural e Protagonismo Juvenil”


A PASEC e instituições parceiras iniciaram preparação do Encontro Nacional de Formação “Animação SocioCultural e Protagonismo Juvenil”, a ter lugar entre os dias 9 e 11 de Abril, na Quinta da Costa, Mouquim, Vila Nova de Famalicão. Esta dinâmica enquadrasse nos objectivos centrais da PASEC, a promoção do Protagonismo Juvenil e da Animação SocioCultural.
A actividade contará com uma série de Ciclos Temáticos sobre a forma de Worshop’s que abordarão a os vários métodos de intervenção preconizadores e mobilizadores das manifestações de Protagonismo Juvenil, mais concretamente o Protagonismo Juvenil expresso através das Artes de Rua, Expressão Dramática e Educação Lúdica.


A actividade contará igualmente com duas Mesas-Redondas. Uma sobre o tema “O Modelo de Animação SocioCultural português”, onde tentaremos perceber, do ponto de vista da intervenção concreta no terreno, os traços identitários da ASC em Portugal. A outra Mesa-Redonda terá por base o tema “Educação e Pedagogia”, onde aprofundaremos e discutiremos os exemplos reais da Escola da Ponte e dos Agrupamentos de Escolas de carácter horizontal como formas de organização pedagógica dos sistemas educacionais.


Ao mesmo tempo discutiremos e aprovaremos uma proposta de Carta do Protagonista Juvenil, como documento orientador de reflexão sobre as temáticas em reflexão. Será ainda realizado o Torneio “All Football”, com a participação de adolescentes e jovens das instituições parceiras da PASEC, Jogos Nocturnos e uma Noite Cultural na cidade de Famalicão aberta à comunidade.

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Campo de Formação Europeu “Educação, Solidariedade e Voluntariado”







A PASEC – Plataforma de Animadores SocioEducativos e Culturais em parceria com o CESVOV (Centro Europeu para o Voluntariado de Varese), a TOTEM (Agência Social para o Desenvolvimento) de Itália e o KSIS (Centro de Informação Europeu para a Juventude) da Polónia realizaour mais um Campo de Formação Europeu para Animadores, Jovens que integram, entre outros, grupos da Rede Europeia de Grupos Informais e Agentes Educativos que trabalham na área da Juventude.
O Encontro decorreu entre os dias 24 de Janeiro e 4 de Fevereiro em Varese, Itália, perto de Milão, tendo como pano de fundo os temas "Educação, Solidariedade e Voluntariado".
O Campo de Formação contou com a participação de 8 jovens animadores e agentes educativos portugueses, 10 italianos e 9 polacos contando como principais actividades Workshop's sobre Voluntariado, Fotografia e Educação, terminando com uma grande exposição dos trabalhos realizados nas instalações do Palácio da Presidência da Província de Varese.
A delegação foi recebida pelo Presidente da Província de Varese no Palácio Presidencial, onde este elogiou o trabalho da PASEC, com os seus parceiros, realizado no campo da Juventude no contexto europeu e felicitou as organizações promotoras desta iniciativa por terem escolhido Varese para o efeito.
A Chefe da Delegação Portuguesa, a Animadora da PASEC Patrícia Coelho, elogiou o empenho do grupo e entrega revelada ao longo da semana e meio de trabalho. Por sua vez a Coordenadora Regional da PASEC da zona de Delães-Riba D’Ave, Ana Teixeira, enunciou que esta era apenas “mais uma parte do percurso que deve agora gerar os seus frutos no trabalho concreto com os grupos de jovens no terreno.” O próximo campo de Formação terá lugar em Portugal, em Março, e contará com mais de 50 animadores.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Dossier "Simbologia Grupal" - III Parte


Continuando o Dossier sobre Simbologia Grupal, já aqui reforçamos que uma das premissas base assenta na estrutura grupal. É a partir dessa vivência grupal que cada um constrói a sua identidade e assim afirma a sua Simbologia pessoal. Este é um caminho faseado, sem prazos e que evolui no seio do grupo. Sabemos que parece confuso, mas aqui fica o depoimento de Bernardo Miranda sobre a sua caminhada em grupo, para alimentar ainda mais esta saudável confusão:
Uma pessoa (detesto o termo individuo), um grupo, não significa uma, mas várias acções. É resumidamente com estas palavras que eu posso descrever a minha vivência em grupo. Mas como gosto de escrever vou aprofundar um pouco a minha história, já que não é todos os dias que me endereçam um convite para escrever um artigo.
Já agora o meu muito obrigado aqueles que confiaram em mim. Voltando á minha história vou começar pelo principio, para que não hajam confusões e porque a directora do jornal exigiu. (artigo será publicado na Animateca – Jornal da PASEC).
Uma pessoa: Bernardo Miranda, um jovem, na altura com 12 anos, que tinha duas horas por semana livres que queria ocupar com um grupo em vez de estar num sofá a comer croissants e a jogar Playstation. Um jovem que tinha um relativo potencial que não estava definido, um sentido de humor bastante agradável, um curioso por Natureza, um construtor de teorias inimagináveis, um conversador nato (se bem que fala-barato também não ficava mal), um mobilizador das suas vontades e um líder “sem-querer”. Era assim que eu me poderia definir por volta dos meus doze anos. Claro que não era só isto, pois era e sou uma pessoa de relativa complexidade. Logo também era um pouco resmungão, alérgico a relógios, um quanto ou nada molengão (a título de curiosidade o meu anão preferido era o Soneca) e sempre tive aquele síndrome de ser do “contra”. Em suma tinha qualidades e defeitos. Era uma pessoa equilibrada.
Voltando ao que interessa (já que para falar de mim já existe a minha mãe), voltámos á parte em que me inseri em grupos. Sempre que isto aconteceu, até porque isto aconteceu diversas vezes, foi sempre de uma forma natural e espontânea, era algo que parecia estar sempre predestinado a acontecer. O que vou referir neste texto, em termos de grupo, vai ser relativo ao Grupo Cavaleiros.
Neste grupo existiram momentos que vão ter sempre lugar cativo no meu cérebro. Foi com este grupo em que eu defini as traves mestras e pilares que sustentaram grande parte do meu SER ( engraçado este trocadilho que acabei de fazer com o nome o meu actual grupo).
Quando estava neste grupo parecia que era mágico ou um mago com super-poderes. E porquê? Porque jogar á bola com eles nunca era apenas isso, eram momentos que tinham a sua parte de especial, quer pelas piadas, quer pelas discussões que tínhamos ou pelas teorias que inventava-mos. E era um mago com super-poderes porque parecia que tinha o poder de parar o tempo nas reuniões e de saborear todos os silêncios que pudessem existir ou beber a suposta “sabedoria” que alguns deles insistiam em me passar. Foi neste grupo que o ser protagonista fazia verdadeiramente sentido já que podia fazer a real diferença.
Foi neste grupo que conheci e experimentei emoções, sentimentos, perdas e conquistas que para mim pareciam inalcançáveis e que hoje, passados alguns anos, me levam a pensar que se não tivesse feito ou experimentado nada daquilo, não poderia dar o contributo que dou à PASEC hoje em dia (assim como outros). Provavelmente até as conquistas não seriam tão grandes como aquelas que fizemos até agora. E que “alguém” permita que no futuro as consideremos pequenas.
Foi no grupo e com ele que uma comunidade (Bairro das Lameiras) beneficiou e melhorou. Não porque tivesse-mos feito grandes coisas mas sim, porque aquelas pequenas que fizemos, eram aquelas que as pessoas queriam. Conseguimos realizar de alguma forma, nem que tivesse sido uma ínfima parte, uma pessoa. Isso ninguém me pode tirar. Nem ao meu grupo.
Foi com o meu grupo que eu consegui agir, mover, espevitar e colocar em prática o meu potencial. O meu muito obrigado a todos vocês. Poderia imaginar que hoje seria uma pessoa diferente se não vos tivesse conhecido. Mas prefiro dizer-vos que vocês fizeram um bom trabalho comigo.
Poderia também vos falar do grupo em forma de sonho ou fantasia que não está ao alcance de todos ou que é um privilégio muito grande. Mas neste momento, o grupo para mim é uma realidade e espero que para vocês também. O meu símbolo, o GATO NEGRO, só o confirma…
Bernardo Miranda