domingo, 29 de abril de 2012

"Mudar implica uma responsabilidade e compromisso real" - 2ª Edição do ENEJA 2012 da PASEC junta centenas de animadores na Madeira



Reunindo na Madeira centenas de animadores e agentes educativos, a PASEC (Plataforma de Animadores SocioEducativos e Culturais), com a AIASC (Associação Insular de Animação Sociocultural), em parceria com a TOTEM de Itália, Escola Profissional CIOR e Escola Profissional do Atlântico e demais organizações organizou a 2ª Edição de 2012 do Encontro Europeu de Jovens Animadores (ENEJA) na Madeira. Realizado entre 26 e 29 de Abril, o tema de fundo a que o certame se dedicou este ano foi "A Animação como resposta à crise".

Já na sua quinta edição, o ENEJA 2012, sem fugir à sua matriz, teve como objetivos discutir e divulgar a Animação SocioCultural e Educativa (ASCE) no contexto europeu, e dar voz às dezenas de projetos de ASCE em Portugal, com especial incidência para os realizados por jovens animadores. Mas o que torna este evento diferente de todos os outros do género é o fato de serem os jovens animadores e agentes educativos a dinamizar todas as conferências, workshop’s, espaços artísticos e atividades complementares, sendo dado aos especialistas, o papel de espetadores críticos do encontro. É um evento organizado por jovens animadores para jovens animadores.

O Encontro deste ano contou, entre outros especialistas, com o contributo da Prof. Dra. Ana Piedade do Instituto Politécnico de Beja, do Prof. Luís Bessa, da Escola CIOR e Universidade de Trás os Montes e Alto Douro, do Prof. Abraão Costa, da PASEC, Cooperativa de Ensino Didáxis e Agência Nacional para Gestão do Programa Juventude em Ação, do Dr. Albino Viveiros, da AIASC, do Dr. Andrea Braga, de Itália, e do Dr. Massimo Lazzaroni, realizador de cinema e animador italiano. 

Os trabalhos tiveram o seu início no dia 26 pelas 10 horas com uma sessão de abertura com a presença das autoridades locais, entre elas o Adjunto do Secretário Regional da Educação e antigo Diretor Regional da Juventude da Madeira, Dr. Jorge Carvalho que congratulou todos pela realização de tão importante ação. Seguiram-se três conferências: "Animação SocioCultural e Democracia Participativa" dinamizado por animadores da PASEC; "Animação SocioCultural e o Insucesso Escolar" dinamizado por formandas da Escola CIOR; e "Animação SocioCultural e Ultraperiferias" dinamizado por formandas da Escola Profissional Atlântico. Pela noite teve lugar um espetáculo protagonizado pelos jovens animadores que teve momentos de canto, dança, teatro e artes circenses.

O dia 27 começou com o lançamento do livro "Animação SocioEducativa e Democracia Participativa", obra coordenada pelo Prof. Abraão Costa e que conjuga um conjunto de autores europeus sobre o tema. Tiveram entretanto lugar seis Workshop's técnicos: de Dança Criativa, de Simbologia Corporal, de Mitos e Simbologia Grupal, de Fantoches, outo sobre a Técnica da Rasgagem e um Workshop de Projetos Internacionais de Animação SocioCultural. Este dia contou também com uma Mesa Redonda sobre "Animação Territorial" coordenado pela Prof. Dra. Ana Piedade.

Os dias seguintes foram dedicados a atividades culturais e comunitárias. Os trabalhos terminaram com uma sessão de trabalho onde foi avaliado todo o percurso efetuado onde ressaltou uma conclusão global: sendo as metodologias de Animação uma resposta à Crise enquanto desencandadoras de processos de mudança, mudar implica "uma responsabilidade e compromisso real" por parte de todos, envolvendo pessoas e grupos num processo moroso, sem um ritmo e espaço temporal previsível, dando espaço para que o processo se consolide. Com muitas centenas de jovens agentes educativos envolvidos, todos consideraram as duas edições do ENEJA 2012 um sucesso, sendo que a de 2013 será Março, em Milão, Itália.



 

domingo, 8 de abril de 2012

ENFA 2012 refletiu novas formas de intervir




A PASEC organizou entre 4 e 6 de Abril o ENFA 2012, Encontro Nacional de Formação de Animadores, na Escola Integral de Animação SocioCultural da PASEC na Rua da Estação, em Famalicão. O encontro foi limitado à presença de animadores tendo em conta as condições logísticas disponíveis. Estiveram presentes jovens agentes educativos dos distritos de Braga, Porto, Coimbra, Aveiro, Vila Real, Lisboa e Viana do Castelo. Os dias de trabalho foram dedicados na totalidade ao estudo e aperfeiçoamento dos Modelos Simbólicos de Formação junto de grupos de risco, nomeadamente os juvenis. O Método de Simbologia Grupal e as formas de o aplicar foram a metodologia de trabalho mais abordada devido ao seu caráter flexível e multidimensional.

Os trabalhos tiveram o seu início no dia 4 pelas 14 horas com a apresentação do plano de trabalho para os três dias seguintes. Pela tarde tiveram lugar um Workshop sobre dinâmicas de leitura e interpretação simbólica e outro sobre Psicologia Social, que abordou a importância do grupo na vida do individuo e a questão do conformismo social. Entretanto teve lugar um jantar comunitário aberto à população a que se seguiu um conjunto de atividades de lazer nas piscinas municipais de Ribeirão.

No dia 5 de Abril teve lugar pela manhã dois espaços de formação dedicados a dinâmicas grupais de expressão corporal. O primeiro foi dedicado à Simbologia Corporal, nomeadamente ao tema "O Poder do Toque", numa reflexão através de jogos corporais que abordavam a dificuldade do indivíduo em lidar com o seu próprio corpo e o toque humano como sinal de afetividade e proximidade entre membros de um mesmo grupo. O segundo foi dedicado a dinâmicas de descompressão e relaxamento corporal. Após o almoço tiveram lugar dois Workshops sobre Simbologia Grupal. O primeiro sobre formas de analisar a personalidade e características pessoais de cada um através dos símbolos através da construção de um Bilhete de Identidade simbólico. O segundo foi dedicado a técnicas de reflexão grupal assentes na história do próprio grupo e os passos que os indivíduos do mesmo deram em conjunto. Todos estes conhecimentos foram treinados em termos práticos. Após mais um jantar comunitário, teve lugar uma noite cultural de convívio entre todos os participantes

No dia 6 foram testadas mais algumas dinâmicas de Simbologia Corporal pela manhã. Seguiu-se um Workshop sobre técnicas de avaliação simbólica. O encontro terminou com um almoço entre todos. Durante a avaliação foi focado por Abraão Costa, Secretário Geral da PASEC, coordenador do encontro, a importância de refletir e aprofundar novas formas de intervir junto de públicos de risco, em especial os jovens. Nas conclusões do evento foi referido que os jovens se aborrecem e desistem facilmente de causas importantes. Neste sentido foi acentuado que é imperativo buscar novas formas de refletir e abordar as estas questões, tendo sido enfatizado que a Simbologia Grupal responde a este imperativo por ser uma metodologia atrativa, inovadora e direcionada às potencialidades individuais de cada um.