domingo, 8 de abril de 2012

ENFA 2012 refletiu novas formas de intervir




A PASEC organizou entre 4 e 6 de Abril o ENFA 2012, Encontro Nacional de Formação de Animadores, na Escola Integral de Animação SocioCultural da PASEC na Rua da Estação, em Famalicão. O encontro foi limitado à presença de animadores tendo em conta as condições logísticas disponíveis. Estiveram presentes jovens agentes educativos dos distritos de Braga, Porto, Coimbra, Aveiro, Vila Real, Lisboa e Viana do Castelo. Os dias de trabalho foram dedicados na totalidade ao estudo e aperfeiçoamento dos Modelos Simbólicos de Formação junto de grupos de risco, nomeadamente os juvenis. O Método de Simbologia Grupal e as formas de o aplicar foram a metodologia de trabalho mais abordada devido ao seu caráter flexível e multidimensional.

Os trabalhos tiveram o seu início no dia 4 pelas 14 horas com a apresentação do plano de trabalho para os três dias seguintes. Pela tarde tiveram lugar um Workshop sobre dinâmicas de leitura e interpretação simbólica e outro sobre Psicologia Social, que abordou a importância do grupo na vida do individuo e a questão do conformismo social. Entretanto teve lugar um jantar comunitário aberto à população a que se seguiu um conjunto de atividades de lazer nas piscinas municipais de Ribeirão.

No dia 5 de Abril teve lugar pela manhã dois espaços de formação dedicados a dinâmicas grupais de expressão corporal. O primeiro foi dedicado à Simbologia Corporal, nomeadamente ao tema "O Poder do Toque", numa reflexão através de jogos corporais que abordavam a dificuldade do indivíduo em lidar com o seu próprio corpo e o toque humano como sinal de afetividade e proximidade entre membros de um mesmo grupo. O segundo foi dedicado a dinâmicas de descompressão e relaxamento corporal. Após o almoço tiveram lugar dois Workshops sobre Simbologia Grupal. O primeiro sobre formas de analisar a personalidade e características pessoais de cada um através dos símbolos através da construção de um Bilhete de Identidade simbólico. O segundo foi dedicado a técnicas de reflexão grupal assentes na história do próprio grupo e os passos que os indivíduos do mesmo deram em conjunto. Todos estes conhecimentos foram treinados em termos práticos. Após mais um jantar comunitário, teve lugar uma noite cultural de convívio entre todos os participantes

No dia 6 foram testadas mais algumas dinâmicas de Simbologia Corporal pela manhã. Seguiu-se um Workshop sobre técnicas de avaliação simbólica. O encontro terminou com um almoço entre todos. Durante a avaliação foi focado por Abraão Costa, Secretário Geral da PASEC, coordenador do encontro, a importância de refletir e aprofundar novas formas de intervir junto de públicos de risco, em especial os jovens. Nas conclusões do evento foi referido que os jovens se aborrecem e desistem facilmente de causas importantes. Neste sentido foi acentuado que é imperativo buscar novas formas de refletir e abordar as estas questões, tendo sido enfatizado que a Simbologia Grupal responde a este imperativo por ser uma metodologia atrativa, inovadora e direcionada às potencialidades individuais de cada um.


 

Nenhum comentário: