domingo, 22 de julho de 2012

Projeto "Break the Wall" reintegrou 21 jovens no sistema educativo

Teve lugar entre 18 e 22 de Julho o BTW Survival Camp, o Campo de Trabalho Internacional de encerramento do projeto Break the Wall. As atividades tiveram lugar entre Famalicão, Guimarães e a Serra do Gerês. Com dezenas de participantes envolvidos, este encontro serviu para levar a cabo a avaliação do projecto. Os primeiros 3 dias contaram com visitas temáticas ao Museu Bernardino Machado e à Fundação Cupertino de Miranda, uma noite de Astronomia. sessões de Teatro na Casa Das Artes de Famalicão, oficinas temáticas sobre Simbologia Corporal e Gestão de Conflitos para além do lançamento de um documentário final realizado pelos próprios jovens acerca das principais problemáticas reflectidas no projeto, as principais atividades feitas, e as soluções apresentadas pelos jovens para a resolução destas mesmas problemáticas. Este documentário serviu também como forma de disseminar os resultados.

O BTW Survival Camp teve um carater itinerante e os último dois dias tiveram o seu palco na Serra do Gerês com uma série de fóruns e mesas redondas em ambiente natural sobre as realidades concretas abordadas no projeto e as conquistas que este permitiu. Em termos concretos o "Break the Wall" permitiu reintegrar no sistema de ensino 21 jovens com idades compreendidas entre os 12 e os 19 anos: uns através de processos de mediação e integração em Cursos de Educação e Formação; através de um programa alternativo de apoio ao estudo e acompanhamento do percurso escolar através do Centro de Estudos e Animação Juvenil da PASEC, hoje ID.EIAS - Escola Integral de Animação Sociocultural; e através da criação de mais dois grupos de intervenção local em Portugal.

Para se perceber um pouco melhor o projeto "Break the Wall" importa explicar que este partiu de uma realidade concreta, os fenómenos de extrema exclusão, mais concretamente um grupo de 31 adolescentes e jovens das freguesias de Ruivães, Delães, Famalicão, do Complexo de Habitação Social das Lameiras em Vila Nova de Famalicão e da freguesia das Caldas das Taipas, Guimarães, bem como da Vila de Gorla, Itália. Estes 31 jovens foram todos eles vítimas de extrema exclusão e de flagelos sociais (jovens oriundos de etnias minoritárias, filhos de pais envolvidos no fenómeno da Droga, vítimas de bullying, vitimas de doenças degenerativas, filhos de pais reclusos e ex-reclusos, filhos de pais em que ambos os membros do casal estão desempregados, jovens vítimas de extrema violência, para além de outras situações delicadas). A PASEC e as organizações parceiras perante este cenário não podiam fechar os olhos. O "Break the Wall" surgiu como resposta concreta a um grupo de jovens colocados constantemente num plano inferior. Sem fechar a porta a outros jovens, o projeto assentou a sua ação partindo de uma metodologia que levou o jovem vítima de extrema exclusão a concetualizar um novo projecto de vida com base na conceção da sua própria monografia, tentando retirar o melhor das suas experiências de vida, partindo de uma análise de potencialidades com o suporte de uma equipa multidisciplinar. O BTW Survival Camp fechou um percurso de dezoito meses e que vê a sua continuidade assegurada através do ID.EIAS - Escola Integral de Animação Sociocultural, que tem até à data mais de 90 jovens inscritos nos seus panos de atividades entre os 12 e os 30 anos.

domingo, 15 de julho de 2012

PASEC representa Portugal em Espanha





A PASEC foi a organização nacional, que entre os dias 7 a 12 de Julho, em Mollina, Espanha, representou Portugal no Curso de Formação Internacional GET IN NET no Centro Eurolatinoamericano de Juventud (CEULAJ), promovido pela Agência SALTO-Youth e pelo Programa Juventude em Ação da União Europeia. A organização esteve representada pela animadora do grupo Libertus da PASEC, Patrícia Ribeiro, jovem de 19 anos, estudante da Licenciatura de Língua Aplicadas na Universidade do Minho.
A edição deste ano contou com mais de 20 jovens, dois formadores, Representantes do SALTO e vários observadores de varias agências nacionais. Estavam representados países como Alemanha, Holanda, Bulgária, Grécia., Chipre, Republica Checa, Estónia, Malta, Franca, Espanha, Turquia, entre outros. Os objetivos desta edição passavam por formar jovens entre os 18 e os 30 anos na Ação 1.2 do Programa Europeu Juventude em Ação da Comissão Europeia. Durante os dias de trabalhos, os jovens foram encorajados a conhecer melhor os mecanismo da Ação 1.2 - Iniciativas Jovens Transnacionais - e as suas exigências e critérios de aprovação, criar parcerias para futuros projetos e a criar, eles próprios, projetos de simulação que foram apresentados no ultimo dia de trabalho. A componente recreativa e cultural do curso contou com uma visita à cidade espanhola de Antequera e a uma noite internacional com musica e produtos dos mais de 15 países representados. No final deste evento internacional os jovens foram convidados a implementar os projetos e as ideais que discutiram e desenvolveram durante a semana e a criar mais parcerias em rede a nível europeu. Este curso teve o seu programa de formação e atividades centrado em dinâmicas de educação não formal.



domingo, 1 de julho de 2012

PASEC lança "Jovens que participam e decidem 2012" que chega a mais de 250 jovens


Como já acontece à três anos a esta parte a PASEC lança mais uma vez o programa de férias e educação não formal "Jovens que participam e decidem 2012", este ano nos concelhos de Famalicão, Guimarães, Figueira da Foz, Coimbra, Braga em Portugal, em Gorlla em Itália e nos arredores de Varsóvia, na Polónia. O modelo de funcionamento deste programa parte de uma metodologia que coloca os grupos de jovens envolvidos no centro do processo de decisão. Partindo dos princípios da Pedagogia Participativa e da Democracia Participativa, representantes dos grupos de jovens em Assembleia Regionais e Locais apresentaram as suas propostas que depois foram colocadas à discussão na Equipa de Ação SocioEducativa da PASEC que formulou um plano global. As Assembleia Regionais e Locais tiveram lugar entre os dias 10 e 20 Junho de 2012 e o programa final foi aprovado pela Equipa de Ação Socioeducativa da PASEC no passado dia 26 de Junho.

Tendo como ponto de partida a temática da "Democracia contra a Exclusão Social" o programa integra a Campanha com o mesmo nome ”, lançada a 1 Maio 2012 e integrada no Projeto Revolution, coordenado pela PASEC e apoiado pelo Programa Juventude em Ação da União Europeia. Este programa centrado em dinâmicas de educação não formal pretende chegar aos jovens em especial risco de exclusão e que se encontram fora do raio de acção das Escolas, Centros juvenis e parceiros envolvidos directamente no projeto, com especial destaque para os jovens oriundos das comunidades Imigrantes dos PALOP. Ente Julho e Agosto, meses de vigência do programa, constam as seguintes iniciativas que envolvem mais de 250 jovens de grupos juvenis da PASEC e instituições parceiras: Oficinas de Teatro, Dança Criativa e Simbologia Grupal nos concelhos de Famalicão, Braga e Guimarães; um Campo de Formação e Orientação para jovens Universitários em Coimbra e na Figueira da Foz; Oficinas de Cinema e Educação Ambiental em Gorlla; Oficinas de Geografia Animada em Varsóvia; visitas temáticas e recreativas a museus, locais com um património natural de exceção, entre outros.