domingo, 5 de agosto de 2012

"A verdadeira Democracia Participativa e os Objetivos do Milénio estão ainda muito de longe de serem concretizados"





"A verdadeira Democracia Participativa e os Objetivos do Milénio estão ainda muito de longe de serem concretizados", esta foi uma das principais ideias a reter do Seminário Internacional "N'EU Frontiers/Manuscritos 2015 que juntou entre 31 de Julho e 5 de Agosto, na região do Gerês e na cidade de Famalicão, três dezenas de jovens.

Mantendo uma linha de ação que a PASEC e a TOTEM de Itália têm desenvolvido nos últimos 2 anos, como continuação dos Projectos Nova Fórmula e com a intenção de discutir e dar resposta aos fenómenos de Extrema Exclusão numa perspectiva de diálogo estruturado com os decisores e membros da classe política surgiu este projeto. 

Durante o Seminário foi aprovado um Plano de Ação/Manifesto final com o ponto de vista dos jovens e dos restantes participantes do projeto tendo por base a sua visão sobre o real cumprimento dos ODM numa perspectiva nacional, europeia e mundial, com propostas e ações concretas a empreender, nomeadamente por parte das comunidades juvenis envolvidas. 

Como já foi referido as conclusões tiveram por base a ideia de que falta "fazer praticamente tudo para que os objetivos do milénio possam ver a luz do dia" (palavras do Secretário Geral da PASEC, Abraão Costa). Foi assinalado que apesar de existirem alguns desenvolvimentos assinaláveis ao nível dos países europeus, no resto do mundo a realidade é bem diferente, sobretudo ao que à satisfação das necessidades básicas diz respeito, nomeadamente tendo por base as realidades dos continentes asiático e africano. A participação juvenil e o envolvimento consciente das populações é parte de uma solução por explorar. 

Durante os primeiros dias os trabalhos organizaram-se a partir de Workshops temáticos preparados por cada um dos países parceiros e por Plenários que simularam Parlamentos Mundiais, envolvendo igualmente peritos e decisores políticos de Itália e Polónia. Como forma de exemplificar fases decisivas da construção humana em que foi possível dar significativos passos em frente foram trabalhados e aprofundados os exemplos de grandes líderes políticos mundiais como Nelson Mandela, Gandhi e Martin Luther King. Estes exemplos serviram de base para o trabalho que se seguiu. 

Nos últimos dias foram apresentadas as ideias centrais dos projetos nacionais a desenvolver pós Seminário de forma criativa e após a avaliação foi aprovado e votado o Plano de Acão/Manifesto final preparado pelos participantes.  Sem descurar a intervenção direta no terreno, o foi e está a ser também a “incubadora” que permitiu o nascimento, já durante os 18 meses do projecto, de pelo 7 novos projetos locais de intervenção social em realidades devidamente sinalizadas com as comunidades juvenis de origem diretamente envolvidas que envolveram diretamente mais de 200 jovens de sete nacionalidades diferentes.

Um comentário:

Rui Alberto Monteiro Rodrigues disse...

parabéns por mais esse núcleo do movimento. Se estiverem interessados na Democracia verdadeira, participativa, real, por favor consultem http://conscienciademocrata.no.comunidades.net/ e entrem em contato com montrodal@gmail.com