sábado, 10 de agosto de 2013

Jovens reclamam mais poder de decisão – Conclusões do Seminário “New World Formula”



“Se nos acusam enquanto jovens de inércia e falta de participação cabe-nos a nós mostrar o contrário. Mas para isso precisamos de mais poder de decisão.” Esta foi uma das ideias de força do Seminário New World Formula, promovido pela PASEC, e repetido nos vários encontros com os decisores políticos que intervieram no certame.
Ente os dias 4 e 10 de Agosto, dezenas de jovens de vários países onde decorre o Projeto Nova Formula Mundial, apoiado pelo Programa Juventude em Ação da União Europeia e coordenado pela PASEC, discutiram o papel dos jovens nas suas comunidades locais tendo como ponto de partida a promoção de um futuro onde a Democracia Participativa e o Desenvolvimento Sustentável são desígnios comuns. 

Os primeiros dias tiveram lugar em Famalicão com encontros com grupos locais da PASEC com os quais está a ser desenvolvido o projeto. Durante os dias 4 e 5 foram organizados várias sessões de trabalho, uma tarde de Turismo Todo o Terreno com o apoio do Clube Aventura de Famalicão, e uma Noite Intercultural com foclore e gastronomia portuguesa.
O dia 6 foi passado em Vila Nova de Gaia e Esposende com várias sessões públicas e simulação de um Governo-Sombra em Bairro Social com o tema “Jovens Democracia e Desenvolvimento Sustentável”. O dia terminou na Apúlia com uma noite de fogueira acompanhada com música de intervenção portuguesa. O dia 7 foi um dia dedicado à reflexão 

O dia 8 pela manhã começou com uma sessão pública na Câmara Municipal de Guimarães com a presença do Presidente da Câmara a que se seguiu um Raid Cultural a várias freguesias rurais de Guimarães que culminou com uma sessão com alguns Presidentes de Juntas de Freguesia Locais. O dia 8 terminou em Famalicão na Escola IDEIAS da PASEC com uma noite de Fado que contou com a presença do Vereador da Juventude da Câmara Municipal de Famalicão, Dr. Mário Passos. Nos últimos dias foram apresentados os resultados do plano de ação do Seminário em forma de espectáculo com o recurso a encenações preparadas pelos participantes. 

Como conclusões foram determinadas quatro áreas de atuação concretas que se traduziram na proposta de quatro novos planos de intervenção diferentes : um dedicado à articulação e expansão de uma rede nacional de grupos informais de crianças como forma de promover o protagonismo infantil; outro dedicado à formação de dirigentes associativos juvenis como forma de melhorar o desempenho dos decisores de organismos dedicados à intervenção cívica jovem; um outro dedicado à articulação de recursos entre associações juvenis de modo a rentabilizar recursos e optimizar planos de ação aumentando o impacto da ação das organizações juvenis envolvidas no projeto; e outro ainda dedicado à expansão da rede informal de grupos juvenis já existente.

Todas as ações do seminário abertas ao público contaram com a participação de mais de setecentas pessoas. Seguem-se mais duas iniciativas, numa Triologia de seminários que inclui ainda o Geocampo 2013, em Porto de Mós e as Jornadas de Educação, Democracia e Inclusão.

Nenhum comentário: