quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

A PASEC distinguida como ES +



A PASEC foi distinguida pelo IES (Instituto de Empreendorismo Social), IPAV (Instituto Padre António Vieira), Fundação Calouste Gulbenkian e pela Fundação EDP como ES + - Iniciativas de Elevado Potencial em Empreendedorismo Social. Foi no passado dia 21 de Janeiro, no período da manhã, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa. Foi durante a apresentação dos resultados da iniciativa Mapa de Inovação e Empreendorismo Social onde estiveram presentes, entre outros, o Ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional, Dr. Poiares Maduro.

A metodologia ES+ foi desenvolvida pelo IES- Social Business School com o propósito de identificar iniciativas de elevado potencial de empreendedorismo social, considerando empreendedorismo social como um processo de procura de soluções inovadoras e sustentáveis para a resolução de problemas importantes e negligenciados da sociedade . Distingue-se por ser uma metodologia de proximidade, envolvendo um contacto muito próximo com cada região, através de entrevistas a pessoas locais e inquéritos aprofundados a iniciativas identificadas.

Após quatro anos de experiência acumulada na aplicação da metodologia ES+, e com o reconhecimento internacional pelos painéis de boas práticas da Rede Académica Europeia de Economia Social (EMES) e pelo Parlamento e Comissão Europeia, surgiu a ambição de mapear iniciativas de elevado potencial de inovação e empreendedorismo social em todo o território nacional e nos países da CPLP (Comunidade de Países de Língua Portuguesa). Assim em 2012, nasceu o MIES – Mapa de Inovação e Empreendedorismo Social que, através da aplicação da metodologia de pesquisa ES+, ao longo de dois anos, identificou iniciativas de elevado potencial de empreendedorismo social no Norte, Alentejo e Centro do País. No final do mesmo ano de 2012, concretiza-se a primeira réplica internacional da metodologia ES+ em Maputo, Moçambique, num total de 13 iniciativas identificadas como ES+ Maputo.

Os critérios de seleção de iniciativas de elevado potencial de empreendedorismo social baseiam-se em cinco caraterísticas fundamentais: Uma forte Missão Social – resolvem-se problemas sociais importantes e negligenciados da sociedade; Potencial de Impacto - transformando mercados, comportamentos, políticas públicas e as dinâmicas na sociedade e/ou no ambiente; Capacidade de Empoderamento Local e Inclusão Social - envolvendo e capacitando os beneficiários e outras partes interessadas; Potencial de Inovação e de forma Sustentável - através de novas soluções baseadas em modelos de funcionamento eficientes e viáveis que desafiam a visão tradicional e que permitem resolver problemas da sociedade com uma eficácia superior relativamente às soluções alternativas existentes; Potencial de Crescimento - com a preocupação e capacidade de escalar a solução e/ou se disseminar através de replicação.

domingo, 18 de janeiro de 2015

AIJ 2014 fecha com o lançamento da PASEC ADN

Novo Programa ADN chega a 4 países e mais de 700 jovens
                                                            



A Assembleia Internacional Juvenil de 2014 uniu participantes do continente europeu, africano e americano em mais de dois meses de trabalho que passaram pela Lituânia, Espanha, Portugal e Cabo Verde e terminou com o lançamento da PASEC ADN, estrutura que agrupará todas as intervenções da PASEC em contexto escolar e que agora ganha dimensão internacional com intervenções em Cabo Verde, Itália e Turquia.

Foi no dia 17 de janeiro, durante o fecho de mais uma etapa da Assembleia Internacional Juvenil, que foi apresentada a PASEC ADN, sob o signo do conceito das “Cidades Amigas da Juventude”.

O Programa ADN nasceu em Famalicão fruto da colaboração entre o Município de Famalicão, a PASEC e os Agrupamentos de Escolas de Famalicão. A face mais visível deste Programa têm sido os Prémios do Protagonismo Juvenil ADN. A partir desta intervenção e com o apoio do Programa Erasmus + da União Europeia vai ser possível alargar a intervenção a nível internacional.

O no Programa ADN, assente na estrutura da PASEC ADN pretende: promover a participação juvenil na formulação das políticas de juventude; combater o abandono escolar e focos de desemprego juvenil e junto dos jovens oriundos dos meios mais desfavorecidos através de um processo pedagógico participativo, onde cada jovem redesenhará o seu projeto de vida com base em objetivos de vida e metas realistas determinadas pelos mesmos; combater os fenómenos de Trabalho Infantil (com especial incidência para Cabo Verde); promover as dinâmicas de Democracia Participativa como forma de promoção do protagonismo juvenil junto dos jovens em situação de risco através do nascimento de grupos informais de jovens e novas associações juvenis que sirvam de resposta às necessidades e portencialidades dos jovens envolvidos; fomentar um processo de educação não formal que assenta no compromisso para um crescimento mais inclusivo através do nascimento de espaços lúdicos apelidados de “IDEIAS”; criar uma estrutura de suporte e apoio a dinâmicas e ações viradas para públicos juvenis de combate à pobreza e à marginalização; promover a criatividade e empreendedorismo como forma de incentivar a integração e reintegração profissional e social dos jovens; dar a conhecer a Europa e o Erasmus + como espaços geradores de novas oportunidades de inclusão, formação e emancipação; dar visibilidade e divulgar novas formas e métodos de educação não formal inclusivos.

Nesta fase o Programa ADN tem 217 jovens envolvidos, entre os 8 e os 19 anos, só no concelho de Famalicão. Com a evolução do projeto para o contexto internacional será possível chegar a mais e setecentos até Março de 2017 em Cabo Verde, Itália, Turquia e Portugal.