domingo, 18 de janeiro de 2015

AIJ 2014 fecha com o lançamento da PASEC ADN

Novo Programa ADN chega a 4 países e mais de 700 jovens
                                                            



A Assembleia Internacional Juvenil de 2014 uniu participantes do continente europeu, africano e americano em mais de dois meses de trabalho que passaram pela Lituânia, Espanha, Portugal e Cabo Verde e terminou com o lançamento da PASEC ADN, estrutura que agrupará todas as intervenções da PASEC em contexto escolar e que agora ganha dimensão internacional com intervenções em Cabo Verde, Itália e Turquia.

Foi no dia 17 de janeiro, durante o fecho de mais uma etapa da Assembleia Internacional Juvenil, que foi apresentada a PASEC ADN, sob o signo do conceito das “Cidades Amigas da Juventude”.

O Programa ADN nasceu em Famalicão fruto da colaboração entre o Município de Famalicão, a PASEC e os Agrupamentos de Escolas de Famalicão. A face mais visível deste Programa têm sido os Prémios do Protagonismo Juvenil ADN. A partir desta intervenção e com o apoio do Programa Erasmus + da União Europeia vai ser possível alargar a intervenção a nível internacional.

O no Programa ADN, assente na estrutura da PASEC ADN pretende: promover a participação juvenil na formulação das políticas de juventude; combater o abandono escolar e focos de desemprego juvenil e junto dos jovens oriundos dos meios mais desfavorecidos através de um processo pedagógico participativo, onde cada jovem redesenhará o seu projeto de vida com base em objetivos de vida e metas realistas determinadas pelos mesmos; combater os fenómenos de Trabalho Infantil (com especial incidência para Cabo Verde); promover as dinâmicas de Democracia Participativa como forma de promoção do protagonismo juvenil junto dos jovens em situação de risco através do nascimento de grupos informais de jovens e novas associações juvenis que sirvam de resposta às necessidades e portencialidades dos jovens envolvidos; fomentar um processo de educação não formal que assenta no compromisso para um crescimento mais inclusivo através do nascimento de espaços lúdicos apelidados de “IDEIAS”; criar uma estrutura de suporte e apoio a dinâmicas e ações viradas para públicos juvenis de combate à pobreza e à marginalização; promover a criatividade e empreendedorismo como forma de incentivar a integração e reintegração profissional e social dos jovens; dar a conhecer a Europa e o Erasmus + como espaços geradores de novas oportunidades de inclusão, formação e emancipação; dar visibilidade e divulgar novas formas e métodos de educação não formal inclusivos.

Nesta fase o Programa ADN tem 217 jovens envolvidos, entre os 8 e os 19 anos, só no concelho de Famalicão. Com a evolução do projeto para o contexto internacional será possível chegar a mais e setecentos até Março de 2017 em Cabo Verde, Itália, Turquia e Portugal.

Nenhum comentário: