sábado, 30 de julho de 2016

“TEMPOS DE AVENTURA” ENVOLVEM MAIS DE 120 JOVENS EM PROGRAMAS DE CAPACITAÇÃO



Tendo como ponto de partida a criação de uma escola de partilhas de saberes onde todos são professores e alunos, teve lugar os “Tempos de Aventura 2016”. Entre os dias 13 de junho e 10 de Julho foram organizados 5 campos de capacitação e ocupação dos tempos livres durante as férias escolares que envolveram mais de 120 crianças e jovens entre os 6 e os 24 anos. Nesta iniciativa também estiveram ainda envolvidos mais de 30 adultos.

Durante estas quatro semanas foi aplicada a Metodologia de Clãs. Cada jovem esteve integrado num Clã (grupo nativo) onde tentou evoluir de Aprendiz até Mestre ultrapassando um conjunto de desafios centrados no domínio dos quatro elementos (terra, ar, fogo e ar) e tudo o que eles podem representar em termos simbólicos, grupais, espirituais e mentais. Outros dos temas discutidos foram o “Escolher Ser Diferente…”, “Escolher Estar onde nunca estive…”, “A participação como responsabilidade comum…” e “A Globalização”.

Foram muitas as técnicas e formatos utilizados como a criação de curtas metragens, peças de teatro, reflexões através da técnica de Simbologia Grupal, interações públicas nos Museus de Famalicão, Workshops de Moda e Educação Ambiental, Laboratórios de Jogos e através dos momentos de debate “Caçadores de Bons Exemplos”. Os pais e encarregados de educação estiveram diretamente envolvidos. Todas as sextas feiras eram os avaliadores dos produtos finais apresentados por cada Clã/Grupo de Trabalho.

Foram parceiros desta iniciativa o Município de Famalicão através do Programa Acompanhar, a Escola Profissional CIOR, AFPAD, APPACDM, Fundação Cupertino de Miranda, o Agrupamento de Escolas Camilo Castelo Branco, o Agrupamento de Escolas Dona Maria II, A.E. Don Sancho I e o projeto Eurobairro do Programa Escolhas do Alto Comissariado para as Migrações.

O epicentro do programa foi a Casa das Ideias em Famalicão, que teve mais dois polos, a Escola de Meães em Esmeriz e no Espaço Animateca do Edifício das Lameiras. Para além dos mais de 120 jovens envolvidos em Portugal, esta iniciativa teve também extensão a Cabo Verde, Turquia e Itália, através do Projeto ADN da PASEC, financiado pelo Programa Erasmus +. Neste países estiveram envolvidos mais de setenta jovens entre os 12 e os 19 anos, na sua maior parte de contexto socioeconómicos e culturais muito desfavoráveis.

Nenhum comentário: